Paralisia de prega vocal

O que é a paralisia ou paresia de pregas vocais?



Paralisia de pregas vocais é o resultado da função anormal do nervo responsável pela inervação dos músculos das cordas vocais (músculos da laringe). Paralisia é a interrupção total do impulso nervoso, resultando em nenhum movimento, paresia é a interrupção parcial do impulso nervoso, resultando em movimento fraco ou anormal dos músculos da laringe. Paresia ou paralisia podem acontecer em qualquer idade, desde o nascimento até a idade avançada, em homens e mulheres, a partir de uma variedade de causas. O efeito sobre os pacientes podem variar muito, dependendo do uso da voz pelo paciente. A paresia vocal leve pode ser o fim de uma carreira de cantora, mas tem apenas um efeito marginal sobre um programador de computador. Se você notar qualquer mudança em sua qualidade de voz, contate imediatamente um otorrinolaringologista.



Quais nervos estão envolvidos?



Os movimentos das pregas vocais são o resultado da contração coordenada de vários músculos, que são controlados pelo cérebro através de um conjunto específico de nervos.

O nervo laríngeo superior (NLS) carrega sinais para o músculo cricotireóideo. Uma vez que este músculo ajusta a tensão da prega vocal para cantar notas altas, durante a paresia ou paralisia do NLS, resulta em anormalidades no tom de voz e na incapacidade de realizar com a mudança suave para cantar notas mais altas(agudas). Às vezes os pacientes com paresia paralisia do NLS / podem ter uma voz normal, mas um canto anormal.



O nervo laríngeo recorrente (NLR) transporta sinais para diferentes músculos da laringe, responsáveis pela abertura de pregas vocais (como na tosse, respiração), fechamento das pregas para vibração durante o uso da voz e durante a deglutição. O NLR passa para a cavidade torácica(pulmão)  e curva-se de volta, por isso recebe o nome de recorrente, até atingir a laringe. Como o nervo é relativamente longo e tem um "desvio" para a laringe, há um risco maior de lesões por diferentes causas: infecções ou tumores cerebrais, cervicais, torácicos, ou da laringe. Ele também pode ser danificado por complicações durante a cirurgia na cabeça, no pescoço ou no peito, ao ferir, esticar ou comprimir diretamente o nervo. Por conseguinte, o NLR está envolvida na maior parte dos casos de paresia ou paralisia de cordas vocais.



Quais são as causas?



A causa da paralisia ou paresia de prega vocal pode indicar se a doença irá se resolver ao longo do tempo ou se ela pode ser permanente. Quando uma causa reversível está presente, o tratamento cirúrgico não é normalmente recomendado, devido à probabilidade de resolução espontânea do problema. Apesar dos avanços na tecnologia de diagnóstico, os médicos não são capazes de detectar a causa em cerca de metade de todas as paralisias das pregas vocais, sendo referida como idiopática (devido a origens desconhecidas). Nestes casos, a paralisia ou paresia pode ser devido a uma infecção viral que afeta os nervos da laringe (NLR ou SLN), mas isto não pode ser provado, na maioria dos casos.

Razões conhecidas podem incluir:



Lesão inadvertida durante cirurgia: Cirurgia no pescoço (tireóide, artéria carótida) ou no tórax (pulmão, esôfago, coração ou grandes vasos sanguíneos) pode inadvertidamente causar paresia ou paralisia do NLR. O NLS também pode ser ferido durante cirurgia de cabeça e pescoço.



Complicação de intubação traqueal: Prejuízo para o NLR pode ocorrer quando os tubos de ventilação são utilizadas para a anestesia geral ou respiração assistida. No entanto, este tipo de lesão é rara, dado o grande número de operações realizadas sob anestesia geral.

Trauma no pescoço ou no peito: Qualquer tipo de impacto, duro ou perfurante no pescoço ou região do tórax pode ferir o NLR. Impacto no pescoço pode ferir o NLS.

Tumores da base do crânio, pescoço e tórax: Tumores (tanto malignas quanto benignas) podem crescer em torno dos nervos e espremê-los, resultando em diferentes graus de paresia ou paralisia.

Infecções virais: inflamação de infecções pode envolver diretamente e ferir o nervo vago ou seus ramos para a laringe (NLR e NLS). Doenças sistêmicas que afetam os nervos no corpo também pode afetar os nervos laríngeos.



Quais são os sintomas?



Ambas paresia e paralisia dos músculos da laringe resultam em alterações de voz e podem também resultar em problemas das vias respiratórias e dificuldades de deglutição.

As mudanças na voz: rouquidão, voz soprosa; esforço extra no discurso, e pressão excessiva do ar necessária para produzir a voz para uma conversa normal.

Problemas nas vias aéreas: falta de ar aos esforços, respiração ruidosa e tosse ineficaz.



Problemas de deglutição: tosse ou engasgos ao engolir alimentos, bebidas, ou mesmo saliva e parada de alimentos na garganta.



Como é diagnosticada a paralisia ou paresia da prega vocal?


Um otorrinolaringologista realiza um exame geral e, em seguida, lhe pergunta sobre seus sintomas e estilo de vida (uso da voz, uso de álcool / tabaco). Examinando a laringe vai avaliar se uma ou ambas as pregas vocais são anormais, e vai ajudar a determinar o plano de tratamento.

Eletromiografia de laringe mede correntes elétricas promovidas pelos músculos da laringe, que são o resultado das conduções nervosas (função do nervo). O padrão das correntes elétricas indicará se existe recuperação e o grau do problema da função do nervo acometido. Durante o exame, os pacientes executam um certo número de tarefas que normalmente provocam ações característicos nos músculos testados. Como uma vasta lista de doenças pode causar lesão do nervo, mais testes (exames de sangue, raios-x, tomografias, etc) geralmente são obrigados para identificar a causa.



Qual o tratamento?



As duas estratégias de tratamento para melhorar a função vocal são a fonoterapia (como fisioterapia para paralisia muscular), e fonocirurgia, uma operação que reposiciona e / ou remodela as pregas vocais para melhorar a função da voz. Fonoterapia é normalmente a primeira opção de tratamento. Após a terapia de voz, a decisão para a cirurgia depende da gravidade dos sintomas, necessidades vocais do paciente, posição da paralisia de pregas vocais, o prognóstico para a recuperação, e a causa da paresia / paralisia, se conhecida.